Paraná Turismo firma convênio de R$ 500 mil com Ministério do Turismo
19/01/2021 - 16:00

A Paraná Turismo firmou um convênio de R$ 500 mil, junto ao Ministério do Turismo (MTur), que tem foco na promoção de destinos internos e na retomada das atividades turísticas a partir de viagens de curta distância, seguindo tendências mundiais. Para a obtenção do recurso, a Paraná Turismo, com apoio da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), cadastrou uma proposta de promoção de destinos junto ao MTur. Depois de uma análise, e posterior aprovação, pela Secretaria Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, o contrato foi firmado no final de dezembro.

O contrato prevê contrapartida de R$ 12 mil por parte da Paraná Turismo e algumas metas que devem ser cumpridas através de campanha publicitária, que será executada em parceria com a Secretaria de Comunicação e Cultura:

1) Criação de materiais para o Litoral do Paraná (impressão de mapas e de cadernetas promocionais) que serão distribuídas entre fevereiro de 2021 e janeiro de 2022.

2) Desenvolvimento e veiculação da Campanha “Paraná para o Paranaense”, que será divulgada em canais de televisão e em emissoras de rádio de todo o Estado.

Com isso, os principais resultados esperados são o reaquecimento da economia do setor do turismo; fortalecimento e ampliação da oferta de produtos turísticos paranaenses; maior visibilidade das 14 regiões turísticas para o paranaense; geração de novas redes de contato e de produtos consolidados.

“Queremos conciliar a economia, lazer e saúde dos paranaenses”, ressalta o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes. “É também um estímulo para as pessoas conhecerem o que o Paraná tem de melhor, pertinho delas”.

O presidente da Paraná Turismo, João Jacob Mehl, enalteceu a assinatura do convênio e disse que se trata de um momento histórico para o setor no Estado, quando houve, de acordo com ele, a participação de todo o Poder Executivo estadual, desde o secretário até o governador, bem como o Governo Federal, que se preocuparam todos com a recuperação do Turismo.

“Nós da Paraná Turismo estamos desde o início de pandemia nos preparando para a reabertura do turismo, foram ações de planejamento com o G5 e também com as IGR’s, a formatação de protocolos, quando tivemos o apoio do Sebrae e também da Secretaria da Saúde, e procuramos fazer a qualificação e o treinamento para receber bem o turista no Estado.

De acordo com o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, o maior objetivo do convênio é a promoção do turismo interno no país, já que foram destinados R$ 8 milhões em recursos para outros 16 estados nesse mesmo pacote no qual está incluído o Paraná.

“Queremos que o setor de turismo, tão impactado pela pandemia, possa se recuperar e promover o seu turismo interno, seguindo todas as regras de biossegurança que garantam a proteção de turistas e trabalhadores do setor”, destacou. “O objetivo é promover o turismo interno, ou seja, o Paraná para os próprios paranaenses e assim também nos demais estados do país, demonstrando que é possível redescobrir os nossos destinos turísticos com responsabilidade e segurança”.

3ª FASE - O convênio com o MTur representa a terceira fase do Projeto de Retomada do Turismo e consiste em uma campanha publicitária de promoção do turismo do Estado do Paraná, que terá o slogan “Paraná para o Paranaense”. Serão confeccionados materiais gráficos das 14 regiões turísticas do Estado e mapas do Litoral paranaense.

Além disso, será feita uma extensa campanha midiática que será veiculada de maneira regional em canais de televisão e emissoras de rádio do estado, conforme detalhou a assessora técnica da Paraná Turismo, Priscila Braga.

“Cada um dos 12 polos emissores que foram identificados no Projeto de Retomada do Turismo, ou seja, de onde sai a maioria dos turistas no Paraná, irá receber um clipe promocional dos produtos turísticos da região, isso incentiva para que o paranaense reconheça e conheça os produtos turísticos do entorno onde ele vive”, explica.

Segundo ela, esse processo de deslocamento também faz com que o turista passe a valorizar mais a cultura e entenda mais sobre o próprio estado a partir de experiências autênticas em núcleos familiares.

 

Últimas Notícias