Turismo de Negócios e Eventos

Eventos Paraná“Turismo de Negócios e Eventos compreende o conjunto de atividades turísticas decorrentes dos encontros de interesse profissional, associativo, institucional, de caráter comercial, promocional, técnico, científico e social.” (Ministério do Turismo)


O Evento

O termo - evento - chegou até nós, através do inglês, "coming events" significando em uma versão mais ampla: "vai haver um acontecimento".

Considerado um produto turístico capaz de por si só, gerar fluxos e aumentar a estacionalidade do turista no pólo receptor, compete com o apelo motivacional das atrações naturais, culturais, ou suprir a ausência de ambas. Como produto turístico, o evento necessita passar pelas mesmas técnicas mercadológicas utilizadas quando da promoção e lançamento de qualquer produto, com adaptações às peculiaridades do setor turístico, onde o fator diferencial é o que mais vende.

A conquista do público deve iniciar-se no núcleo promotor, crescendo em círculos concêntricos em direção às regiões circunvizinhas e ganhando amplitude à medida que o evento se fortalece, adquirindo âmbitos: estadual, nacional e internacional.

O setor cresce de maneira bastante acentuada exigindo cada vez mais métodos de planejamento e organização, espaços bem equipados, profissionais especializados e marketing competitivo na disputa por uma fatia do mercado, que movimenta no mundo aproximadamente US$ 850 bilhões e no Brasil R$ 1,3 bilhão, gerando 3 milhões de empregos.

Segundo dados da Federação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux são realizados no país, aproximadamente 327 mil eventos por ano e os investimentos no segmento de turismo de eventos e negócios, já representa 8% de todo marketing promocional.

Somente o mercado de viagens corporativas no Brasil movimenta anualmente R$ 33,6 bilhões e gera 260.574 empregos diretos e indiretos. As empresas gastam por ano um total de R$ 15,5 bilhões com viagens de seus funcionários que representam 66,21% do PIB dos segmentos de: locação de veículos (25%), aéreo (57%) e hoteleiro (62%). Fonte: - Indicadores Econômicos das Viagens Corporativas -

No Paraná, a partir da década de 90, Curitiba e Foz do Iguaçu começam a consolidar-se como pólos de turismo de eventos e negócios e Londrina desponta como mais uma opção no destino do turista deste segmento. Segundo o ranking da ICCA - International Congress & Convention Association, em 2005 Foz do Iguaçu ocupa a quarta e Curitiba a sexta colocação, por número de eventos internacionais sediados.

 

O Calendário de Eventos

Uma das técnicas de comercialização deste produto turístico é o Calendário de Eventos, uma resenha das promoções antecipadamente programadas, de cunho social, cívico, agrícola, pecuário, folclórico, histórico, científico, técnico, cultural, religioso, esportivo, popular, etc., enumeradas em ordem cronológica e que é a forma mais eficaz para concentrar, divulgar e indicar tais acontecimentos, além de ser o procedimento mais racional e imediato de propagá-los até aos pólos emissores.


Objetivos do Calendário de Eventos

  • Proporcionar um ordenamento cronológico dos eventos realizados no Estado;
  • Incentivar os promotores, oportunizando divulgar gratuitamente suas promoções;
  • Concorrer no mercado com um produto que desperte motivação por seus aspectos diferenciais;
  • Dinamizar a estrutura turística do núcleo receptor, gerando nova fonte de renda.


Histórico

Cronologicamente podemos fixar a data do primeiro "evento" em 776 a.C. na Grécia, a partir da realização da Primeira Olimpíada, em Olímpia, em honra a Zeus. Desde então, as competições de caráter esportivo foram sucedendo-se periodicamente com os Jogos Píticos, realizados em Delfos, de 4 em 4 anos em homenagem a Apolo; os Jogos Ístmicos, realizados em Corinto, em honra a Posseidon; e com os Jogos Nemeus realizados em Neméia em honra a Hércules, completava-se o ciclo das festas helênicas. Estas ao se intercalarem (umas eram de 4 em 4 anos e outras de 2 em 2 anos) estruturaram o que hoje chamaríamos de "Calendário de Eventos" permitindo que todos os gregos, indistintamente, empreendessem pelo menos uma viagem por ano.
Roma, quando do apogeu das conquistas militares e da prosperidade econômica, precisava brindar mais de um milhão de habitantes e preencher igualmente o calendário de feriados que a certa altura ultrapassava o total de dias de trabalho.

Procede-se a ordenação das festas de todos os tipos e para tanto erguem-se os teatros, anfiteatros e circos de dimensões invulgares. A suntuosidade dos espetáculos também impressionava. Na inauguração do Coliseu (com capacidade para 50 mil espectadores) morreram 5 mil pares de gladiadores e escravos.

Vimos que, desde os gregos, através dos séculos, o homem sempre viajou motivado por acontecimentos que, programados dentro de determinado espaço e tempo, são capazes de atrair verdadeiras multidões, proporcionando mesmo o surgimento de cidades, como o das feiras medievais. Organizadas geralmente uma vez por ano, as feiras constituíam-se em grandes acontecimentos sociais, com festas e competições de intensa atividade econômica.


Calendário Oficial de Eventos Turísticos

Foi na década de 70 que a EMBRATUR, o órgão oficial de turismo no Brasil, organizou seu primeiro calendário. Conscientizando-se da importância desse meio de divulgação, o Paraná, um dos estados pioneiros na elaboração de um calendário de eventos, estabeleceu como prioridade nos “Objetivos e Metas de Desenvolvimento” – 1975/1978: "Elaboração de um Calendário Turístico Estadual, cujo objetivo será coordenar a programação de todas as promoções capazes de atrair correntes turísticas, como, por exemplo, feiras agropecuárias, festivais folclóricos, atividades culturais e científicas, comemorações regionais etc. para uma distribuição racional e melhor aproveitamento dos equipamentos turísticos".

Assim, o Conselho Paranaense de Turismo, através da Resolução nº 03/77, cria o Calendário de Eventos Turísticos do Paraná, além do Questionário de Qualificação de Evento Turístico - QQET e do Certificado de Registro de Evento Turístico - CRET. A elaboração do primeiro Calendário Oficial de Eventos Turísticos foi no ano de 1978, reunindo 92 eventos nos mais diversos âmbitos, realizados em 46 municípios paranaenses.


Conventions Bureaux

Desde a captação do evento até sua recepção e realização ocorre uma série de atividades e serviços operacionalizados através de empresas organizadoras de eventos e dos Conventions Bureaux.


Recomendar esta página via e-mail: