Institucional

07/12/2018

Mitos, Fatos e Feitos – Projeto Fênix


No último dia 29 de novembro, o Paraná recebeu o evento Mitos & Fatos promovido pelo grupo RIC e Jovem Pan para debater junto à sociedade paranaense o futuro do Turismo Paranaense como área estratégica para o desenvolvimento.

Presentes o Governador eleito Ratinho Jr e o Vice-Governador eleito Darci Piana, o painel aconteceu com a participação de quatro conhecedores do Turismo, o Ministro do Turismo Vinicius Lummterz, o Prefeito de Curitiba Rafael Greca, o Presidente da Paraná Turismo Professor Jacó Gimennes e o Líder Classista Empresário, Adonai Arruda Filho.

Na oportunidade pude abordar feitos que mudaram a curva da Gestão Estadual do Turismo como Revitalização do CEPATUR – Conselho Paranaense de Turismo, Idealização e Viabilização do Masterplan – Paraná Turístico 2026, Regionalização Sustentável e Competitiva do Turismo, Resgate e Valorização da Memória do Turismo e Conscientização de que “Somos Produtores de Turismo”, que integram o legado da Gestão Inteligente com alianças estratégicas e parcerias programáticas.

Defendemos a tese que o Paraná precisa de uma Secretaria Autônoma para o Turismo( pela especificidade, transversalidade e momento estratégico), da Revitalização urgentíssima da Autarquia Paraná Turismo, da Criação do Fundo Estadual do Turismo e que o futuro Governador cultive o entusiasmo demonstrado pelo Turismo, tendo um orientador top como Vinicius Lummertz para que as suas intenções possam ser concretizadas e assim transformar em ações estruturantes para o Paraná Turístico.

Reforçamos que a APPA – Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina inspirada no sucesso da Itaipu Binacional no Turismo possa atuar com incentivo e fomento no sentido de consolidar o Litoral Turístico, fazendo da Ilha do Mel e dos Parques Ambientais produtos de interesse e referência mundial.

Registramos que a FUNDERE recente Fundação de Desenvolvimento Regional criada pela COPEL, possa completar o trio de ferro de instrumentos transformadores ao lado da Itaipu Binacional e da APPA Turismo.

Reforçamos que o movimento em curso pela ampliação das ofertas do Turismo pelas 14 regiões para ser sustentável precisa do entendimento dos governantes e líderes empresariais do papel das IGR's – Instâncias de Governança Regional num promissor e viável modelo de integração público-privado, com a priorização da compensação e do apoio na prestação de serviços pelas IGR's como Agências de Desenvolvimento na Regionalização do Turismo, fortalecendo os Destinos Indutores e incentivando o melhor dos Destinos Emergentes como incentivos para competitividade empresarial nos mercados.

Afirmamos que o Turismo Interno pode ser a fábrica de oportunidades movimentando os quatro cantos do Paraná com programas para todas as idades, o ano todo valorizando o Turismo nas áreas naturais, em especial nos nichos de Águas Doces, Gastronomia, Religiosidade, Rural e Esportes na Natureza, ao lado dos demais segmentos já trabalhados.

O evento Mitos & Fatos nos inspirou a fazer este artigo acrescentando os Feitos num verdadeiro Projeto Fênix com o resgate dos sonhos de um jovem Governador Paulo Pimentel que em 1969 criou a PARANATUR – Empresa Paranaense de Turismo fazendo agora a passagem histórica para um tão jovem Governador eleito Ratinho Junior, entusiasta pelo Turismo e que o encontro dos mesmos estabeleça o Pacto de Inteligência Política e Empresarial pela Paraná Turismo.

Finalizamos relatando que na data de 06/12/2018 nas dependências da Paraná Turismo foi feita a Reunião de Transição de Governos, onde pudemos apresentar de maneira republicana um relatório transparente de pendências, urgências, encaminhamentos e oportunidades. E quando perguntado se havia previsão de orçamento suficiente para o Masterplan Paraná Turístico 2026 me lembrei da década de 1980, quando atuava como dirigente da UEM, a mesma pergunta feita por um Secretário do Estado se a UEM teria orçamento para implementar o PGD – Plano Global de Desenvolvimento e a resposta o tempo que se encarregou de dar, sendo hoje a UEM líder do setor no Estado do Paraná e com posição destacadíssima no Brasil graças a visão estratégica e o pensamento planejado. E isto me dá segurança para afirmar que o Masterplan 2026 fará o Paraná Turístico ser uma referencia para o Brasil. E já ao completar meu ciclo de 4 anos como Presidente da Paraná Turismo contar ainda que a filosofia franciscana e o fazejamento jacobiano foram decisivos para trazer a Fênix de volta com marca PARANATUR!


Jacó Gimennes, 65 anos, Criador da RETUR – Rede de Turismo Regional e Presidente da Paraná Turismo desde 2015.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.