Institucional

25/04/2019

Belezas do Paraná. Rolândia!

Localizada na região Norte Central Paranaense, Rolândia foi uma homenagem dos pioneiros alemães a Roland, herói lendário da Idade Média, que lutou junto ao imperador Carlos Magno por liberdade e justiça, já que os ideais dos colonizadores eram os mesmos.

A cultura local é marcada pelas etnias alemã, japonesa e italiana. O município ostentou o título de Rainha do Café até 1975, ano em que a “geada negra” erradicou quase todos os cafezais. Após o episódio, outras culturas foram implementadas, com destaque na soja, milho, trigo, cana de açúcar e laranja. Em 2017, a cidade passou a integrar a Rota da Cerveja Artesanal do Estado do Paraná.

Com a população estimada em 65.757 habitantes, segundo o IBGE, a cidade tem diversos atrativos para serem apreciados. Têm paisagens exuberantes, turismo em áreas rurais, tradição e muita história para contar! Não deixe de conhecer!

O QUE FAZER

TURISMO RURAL

Belas paisagens podem ser admiradas visitando as estradas rurais, como a Estrada São Rafael, onde estão a Capela e o Cemitério São Rafael. Também é possível apreciar as edificações em peroba rosa e madeiras nobres, maioria construída entre as décadas de 1930 e 1940. São cenários muito procurados para a realização de fotos e filmagens, inclusive produções cinematográficas.

CAMINHADAS AO AR LIVRE

A cidade se destaca regionalmente por suas atividades ao ar livre, como a Caminhada Ecológica de Rolândia, a Trilha da Saracura e o Passeio Ciclístico de São José.

DICAS

APRENDENDO COM AS ORIGENS
A Fazenda Bimini, possui um vasto acervo histórico, e recebe grupos com agendamento prévio, realizando diversas atividades voltadas à educação ambiental e cultural, gratuitamente. Há, ainda, uma infinidade de possibilidades para o desenvolvimento do turismo no meio rural, seja em pequenas propriedades de agricultura familiar, ou em locais de referência na produção de leite, alevinos, no cultivo do café e outras culturas, inclusive na produção de orgânicos.

FESTAS E TRADIÇÕES
Os eventos estão muito ligados à preservação de tradições e costumes, vinculados aos principais grupos étnicos que compõem a população, com destaque à etnia alemã e à japonesa, com suas danças e comidas típicas, músicas e vestimentas singulares. Dentre as festividades tradicionais da cidade estão a Erntedankfest (Festa em Ação de Graças pela Colheita), Maifest, Café Colonial da Primavera, Quermesse do Templo Budista, Oktoberfest, Natal de Rolândia e o Festival Kart Rolândia.

PASSEIOS

Igreja Matriz, Paróquia São José
Em 1942, foi criada a Paróquia de Rolândia e Pe. José Herions nomeado o primeiro pároco oficial da cidade. Em 1948, foi iniciada a construção da atual Igreja, que só foi inaugurada em 1955, ainda inacabada. O acervo da igreja conta com afrescos de 1966, pinturas em telas com representações bíblicas, entre elas uma tela do século XVII, 14 quadros entalhados em madeira, representando a Via Sacra, vitrais de 1957, dentre outras obras de arte.

 

Museu de Cera Amigos de Deus e Museu Sacro
Localizado na torre da igreja, o Museu de Cera possui em seu acervo 20 peças confeccionadas pelas mãos do artista plástico rolandense Arlindo Armacollo, inspiradas em personalidades mundiais, como Ayrton Senna, Papa Francisco, Hebe Camargo, Madre Teresa de Calcutá e Marilyn Monroe. Já o Museu Sacro, fundado em 1987, possui uma das poucas coleções de paramentos religiosos e objetos litúrgicos na região, como diários, missais e obras de arte.

 

Estrada São Rafael
Uma das mais belas estradas rurais do município de Rolândia, onde há também o primeiro Spa da região Norte do Paraná, um pesqueiro e propriedades que produzem desde café, soja e milho, até plantas ornamentais, morango, lichia, queijos, dentre outros.

 Cemitério São Rafael
A primeira sepultura foi feita em 1940. No local há muitas árvores, e a vegetação sobre os túmulos lembra um parque ou jardim. O peixe entalhado nas placas da capela e do cemitério simboliza a cura das enfermidades.

 Museu da Imigração e Colonização Japonesa do Paraná
No museu é possível apreciar equipamentos ou peças relacionadas à agricultura japonesa, além de pinturas, vestimentas e objetos da cultura, educação e outros que contam a história da imigração japonesa no Norte do Paraná, além de um belo jardim, com muitas palmeiras, cerejeiras e araucárias, e a casa dos colonos, que retratam a moradia das famílias pioneiras.

 Fazenda Bimini
Além da casa com arquitetura do final da década de 1930, a fazenda possui ainda a antiga tulha e o terreirão de café, onde são realizadas atividades educativas, lúdicas e culturais. No interior da tulha estão diversos objetos antigos, obras de arte, desenhos feitos por moradores e crianças que visitaram a fazenda. Há também um espaço voltado à cultura indígena, onde são expostos diversos objetos e fotos, e o Museu do Café Massuci, com obras do artista rolandiense Edson Massuci e objetos que remetem à história do café.

 

COMO CHEGAR

Rolândia fica em uma posição privilegiada, onde os principais acessos são a BR-369 e PR-170, a 394 km da capital paranaense. O aeroporto mais próximo encontra-se na cidade de Londrina, a 27 km de distância.



Arquivos anexados:

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.