Institucional

24/07/2019

Encontro grande reserva Mata Atlântica

Evento aconteceu em Antonina, e envolveu os Estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo na criação do Roteiro Grande Reserva Mata Atlântica.

Aconteceu neste sábado (20), em Antonina, o Encontro da Grande Reserva da Mata Atlântica, que visa promoção e desenvolvimento do turismo como atividade econômica através do turismo responsável. A Grande Reserva da Mata Atlântica compreende os três Estados, Paraná, São Paulo e Santa Catarina, foi apresentada aos municípios que a integram, a empresários e imprensa do trade turístico para fomentar a comercialização e desenvolvimento e promoção de roteiros e destinos como o Vale dos Gigantes no Paraná, a Rota do Lagamar entre São Paulo e Paraná e a Rota Porto a Porto entre Paraná e Santa Catarina. Durante o evento foi assinado o protocolo de intenções para integração e criação do roteiro da Grande Reserva da Mata Atlântica, Rota Lagamar e Rota Porto a Porto.

Presentes na solenidade, prefeito de Cananéia Gabriel Rosa representando o Estado de São Paulo e Flavia Didomenico secretária de turismo de Santa Catarina. Pelo Paraná, além da presença do governador em exercício Darci Piana, também estiveram presentes, secretario de desenvolvimento sustentável e turismo Marcio Nunes e o presidente da Paraná Turismo Jacob Mehl, além de Vitor Tioqueta superintendente do SEBRAE PR, prefeitos das cidades do Litoral representados pelo prefeito de Antonina Zé Paulo, e os representantes da SPVS Clóvis Borges e Ricardo Borges.

Para fomentar, e promover conjuntamente, destino e roteiros integrados entre estes estados foi assinado um protocolo de intenções que propõe o conhecimento e a visitação para conservação e preservação, assim, garantindo emprego e renda para a população local e proporcionando a manutenção e conservação das unidades de conservação com foco prioritariamente na conservação do meio ambiente e valores históricos culturais de cada região. Projeto que abrangerá Litoral do Paraná, Litoral Sul de São Paulo e Litoral Norte de Santa Catarina.

O governador em exercício do Paraná Darci Piana, disse que a união dos três Estados, Paraná, Santa Catarina e São Paulo é fundamental pra mobilizar o segmento. “A maior quantidade de Mata” Atlântica do País esta no Paraná, um pouco em Santa Catarina e São Paulo, e unir a sustentabilidade de manter a Mata Atlântica preservada, e o turismo ser desenvolvido junto com empresariado e o governo do Estado é um passo fundamental pra fomentar a região, fechou Darci Piana.

O secretário de Estado de desenvolvimento sustentável e turismo do Paraná Marcio Nunes falou que o evento é um grande passo pra fomentar o turismo na região. ”É um momento histórico onde conseguimos reunir os três Estados que tem belezas naturais, culturais e gastronômica, envolvendo também, ambientalistas e os governos fazendo o turismo verdadeiramente ser desenvolvido com responsabilidade e de forma sustentável”, disse o secretário.

O presidente da Paraná Turismo Jacob Mehl disse que a historia do turismo paranaense esta mudando, segundo ele, essa reunião mostra o fortalecimento do turismo no Paraná. “Nunca vi uma reunião tão forte com pessoas importantes interessadas em mudar a historia, estamos com a bola e o gol, só falta fazer o gol pra comemorarmos uma grande vitória para o turismo paranaense”, disse Jacob.

O diretor presidente da Serra Verde Express Adonai Aires de Arruda, que foi importante na mobilização do projeto, falou pela iniciativa privada presente sobre a roteirização e integração dos destinos e produtos turísticos reiterando os princípios do turismo onde sociedade civil, poder público e iniciativa privada compõem o tripé do turismo.

Entre os estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, está o último grande remanescente contínuo deste bioma, chamado de Grande Reserva Mata Atlântica. Com aproximadamente 1 milhão de hectares de áreas naturais não fragmentadas, conectando unidades de conservação já existentes e promovendo iniciativas voltadas à preservação do patrimônio natural e cultural da região da Serra do Mar. Todo este conjunto foi declarado em 1989 Sítio do Patrimônio Natural Mundial, e em 1991 Reserva da Biosfera da Mata Atlântica pela UNESCO

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.