Institucional

09/10/2017

X Congresso Brasileiro de Turismo Rural e o XI Encontro Nacional das Caminhadas da Natureza.


No final do mês passado, entre os dias 27 a 29 de setembro, Santa Maria, RS, sediou dois eventos nacionais o X Congresso Brasileiro de Turismo Rural e o XI Encontro Nacional das Caminhadas da Natureza. Participando dos dois eventos o Diretor fe Turismo Márcio Assad, da Lapa ( região da Rotas do Pinhão), foi palestrante apresentando para o público o programa, de turismo de experiencia : Aprendiz de Tropeiro, considerado, nacionalmente entre os melhores da categoria.

O Caminho do Monge foi outra iniciativa que ganhou destaque e impressões positivas, tanto do público, como das instituições, como a EMATER-PR. , la representada por sua Coordenadora Estadual de Turismo Rural Ivaldete Zampronio Zarpellon e também foi elogiada por Rafael Freitag Presidente da ANDA BRASIL, entidade que representa a organização internacional IVV - Fédération Internacionale de Sports Populaires.

A proposta é criar uma caminhada consolidada que percorra no Paraná, os caminhos que os Monges: João Maria D´Agostini e João Maria de Jesus, palmilharam neste território, que em muitos casos coincide com o Caminho das Tropas. A primeira fase, saindo do Município de Rio Negro ( Parque : Seminário Seraphico São Luiz de Tolousa) , chegando no Parque Estadual do Monge, na histórica Lapa, já foi bem testada e serve inclusive para movimentos religiosos percorrerem nos dois sentidos. Assad, ressalta que o Paraná é lider nacional em Caninhadas Internacionais da Natureza e o Caminho do Monge é um produto que tem uma apelo de religiosidade muito forte: " Para o povo paranaense e catarinense, o Monge da Lapa, ja é chamado de "São João Maria" e milhares de peregrinos acorrem, naturalmente a sua gruta, na Lapa".

Assad também destaca que através da Paraná Turismo, um estudo aprofundado sobre os caminhos percorridos pelos Monges, no Paraná e trouxe a tona dezenas de localidades que registram sua passagem e professam sua fé ao profeta. " o projeto é ampliar os roteiros gradativamente, alcançando todo o Sul do Brasil. onde cada cidade organizará um trecho, indo em direção ao destino do Parque Estadual do Monge". explica Assad, que finaliza dizendo: "Este produto turistico-cultural, que é mistico e tem grande vocação para que se exerça e religiosidade, tem toda a condição de tornar-se um atrativo nacional e internacional, a exmplo de trechos famosos, mundo a fora".

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.