Expedição Filhas do Paraná já percorreu 1.000 quilômetros pelo estado
21/10/2021 - 14:01

A expedição Filhas do Paraná, organizada pelo grupo de mulheres motociclistas Filhas do Vento e da Liberdade com o apoio da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Paraná Turismo, Instituto Água e Terra (IAT), Paraná Esporte e da E-Paraná Comunicação, chegou nesta quarta-feira (20/10) à marca de mil quilômetros rodados.

O projeto teve início no dia 14/0, no Palácio Iguaçu, e já esteve em 20 municípios: Sengés, Wenceslau Braz, Siqueira Campos, Carlópolis, Ribeirão Claro, Jacarezinho, Cambará, Andirá, Santa Mariana, Cornélio Procópio, Sertaneja, Primeiro de Maio, Alvorada do Sul, Porecatu, Centenário do Sul, Santo Inácio, Inajá, Terra Rica, Porto Rico e Querência do Norte. “Estamos recebendo uma atenção maravilhosa tanto das prefeituras quanto da população. É uma viagem de conscientização para que a mulher possa se amar e se cuidar, e para permitir que a gente conheça de fato o nosso Paraná”, disse a presidente da Confraria Filhas do Vento e da Liberdade e uma das idealizadoras do projeto, Telma Crummenauer.

"As Filhas do Vento e da Liberdade tem feito um trabalho muito bonito e importante levanco a conscientização da prevenção contra o cancer de mama e ainda incentivando o turismo. Agradeço a essas motociclistas e ao secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Marcio Nunes", disse o prefeito de Itaguajé, Crisogono Junior.

A prefeita de Primeiro de Maio, Bruna Casanova, contou que o município vai plantar as mudas de Manacá no Parque Urbano da cidade, viabilizado com recursos da Sedest.

A Expedição Filhas do Paraná percorrerá um total de 40 cidades que fazem divisa com São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul e na fronteira com Argentina e Paraguai, totalizando mais de 2,5 mil quilômetros.  

Em cada cidade, as motociclistas fazem o plantio de muda de Manacás-Rosa, em parceria com as prefeituras. São 250 mudas que foram doadas pelo IAT.

Fonte: AEN-PR

GALERIA DE IMAGENS